quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Sérgio Godinho – Tema musical do filme “Nós Por Cá Todos Bem” (Diapasão, 1977)


01. Nós Por Cá Todos Bem
02. Coro das Criadas de Servir 

Sérgio Godinho – voz, guitarra, percussão
Zita Duarte – voz (02.)

Hélder Reis – acordeão (01.)
Madalena Leal – coros
Shila – coros

Um ano e meio depois da última postagem, convém ver o que se reeditou entretanto em CD, para não ser processado (um abraço a quem denunciou o post do “Defeitos Especiais”, já agora). Já saiu o CD de “raridades” do Sérgio Godinho? Não, pois não? Então lá vai disto. Na segunda metade dos anos 70, Sérgio Godinho parece ter tomado o gosto às bandas sonoras. Depois de ter composto para Os Demónios de Alcácer Quibir (José Fonseca e Costa) e A Confederação (Luis Galvão Teles) em 1976, contribui com dois temas para a terceira longa metragem de Fernando Lopes, que arrasara com as duas primeiras, Belarmino (1964) e Uma Abelha na Chuva (1971). Entretanto, Lopes tivera o seu interregno revolucionário (quem os não teve?) em que se juntou, por exemplo, ao coletivo que fez As Armas e o Povo. Mas este novo filme, Nós Por Cá Todos Bem, não agradou à crítica nem ao público, que acharam indigesta a linguagem híbrida, entre o documentário, a ficção e a exegese pessoal, com que o realizador explora o quotidiano da aldeia onde nasceu.
Os dois temas compostos para o filme também habitam universos bem diferentes entre si: no primeiro lado, uma canção que, com mais algum trabalho, ocuparia a secção de honra do cancioneiro godinhesco, com o cantor a percorrer em modo de melancolia neo-realista as desgraças da vida rural no Portugal dos anos 70. Virando o disco, é a atriz Zita Duarte que canta (e ocasionalmente declama) um texto de Alexandre O’Neill sobre um arranjo mais espevitado mas melodicamente menos feliz do que o da canção-título (e onde parecem tocar músicos não creditados no disco). O amigo tubo até nos permite ouvir estas canções com as imagens a que foram destinadas, no genérico inicial e numa algo datada (para não ser mau) cena musical – incluindo coreografia algures entre o ballet clássico e a dança jazz. Se alguém souber de outras bandas sonoras do Sérgio Godinho não reeditadas em CD (Kilas o Mau da Fita teve reedição), é favor avisar na caixa dos comentários.

2 comentários:

Anónimo disse...

Então foi por causa de uma denúncia de alguma "alma caridosa" do post do "Defeitos Especiais" que houve este looooooongo interregno?

Pois deixe-me que lhe diga que se pode haver Serviço Público na net, o exemplo é este blog.

Para quem gosta de música o "Discos Com Sono" é uma pérola.

Obrigado pelo regresso!

Discos Com Sono disse...

A causa não foi a denúncia do Defeitos Especiais, isso já tinha acontecido antes do interregno. Foi mesmo falta de tempo. E obrigado pelas palavras simpáticas :)