quinta-feira, 17 de março de 2011

Luis Madureira – O Teu Amor Sou Eu (Fundação Atlântica, 1984)



sacar

01. O Teu Amor Sou Eu (solo)
02. O Teu Amor Sou Eu (dueto com Anamar)

Luis Madureira – voz
Anamar – voz (.02)
Pedro Ayres Magalhães – guitarras, programação de ritmos
António Emiliano – piano, sintetizador

produção – Pedro Ayres Magalhães

Eu sei o que vocês estão a pensar: A capa é horrível mas lá dentro deve estar um tesouro musical esquecido, uma obscura pérola agora resgatada das brumas do tempo, uma centelha de criatividade eighties que vamos samplar semi-ironicamente e incluir em meia dúzia de mixtapes. Pois era. Só que, para além da capa ser horrível, a música é chata pra burro, o meu exemplar do disco está todo avacalhado e o ripanço ficou uma merda. Se, mesmo assim, quiserem saber quem é o Luis Madureira, eu digo o que sei: É um senhor com larga e respeitada carreira no canto lírico, que nesta altura era professor de canto da Anamar (vá, parem lá com as piadas) e que, já nos anos 90, editou um CD com canções do Boris Vian. Neste disco, a malta da Fundação faz o que tem a fazer: o Miguel Esteves Cardoso adapta a letra para Português (a canção é um original de Irving Berlin), o Pedro Ayres produz e toca guitarra, e o António Emiliano tecla na pianola. A canção é tipo as coisas que o Manuel João canta nos Corações de Atum, mas sem ter piada. E pronto, queriam mais Fundação Atlântica, não era? Agora aguentem-se.

12 comentários:

rds disse...

Vou finalmente ouvir o segundo disco com a Anamar. Quando vi o link para o disco pensei logo que era útil uma tag Anamar e vejo que tiveran cuidado em colocar essa e outras etiquetas apelativas (como PAM ou AM, editora, etc)

rds disse...

«o primeiro disco que gravei não existe, foi um single gravado numas máquinas nos Estados Unidos da América. Eram duas canções do folclore português, uma do Alentejo e outra da Beira. Provavelmente foi o meu primeiro "frisson" musical...».

http://anos80.no.sapo.pt/anamar.htm
[entrevista a Jorge Mourinha/Blitz]

Também fala do segundo

Anónimo disse...

Amigo
Muito obrigado pelo blog e pela partilha. Nem imaginas a alegria de ter conseguido, depois de tantos anos de busca, o album da Pilar. Um zilião de obrigados!!!
Duas questões:
1) Quem era que cantava - creio que no início da década de 90 - um tema em que o refrão era "dormir como um anjo, nas margens dos Ganges..." ?
2) Vi uma vez os Pedra d'Hera ao vivo e foi um acontecimento! Um baixista com uma pedalada fabulosa. Acaso não tens o material gravado deles para, um dia, disponibilizares?

Grande Abraço Musical

Marley

Calor Humano disse...

Fundação! Fundação! Fundação!

Rafael Amorim disse...

Parabéns, novamente! Enquanto miúdo, com 14/15 anos, no inicio da década de Noventa, houve um nome que colou no meu cérebro... Alfa Morreu. Alguém tem alguma ideia se chegaram a gravar alguma coisa? Penso que existia um álbum destes tipos. Fica a pergunta. Abraço

rds disse...

1-Alfa Morreu era de um ex-Opera Nova e de um ex-Telavive. Não devem ter gravado nada.

2-Os Pedra d'Hera tem um disco editado pela editora Ovação que costuma estar nas promoções (penso que do Jumbo ) com muitos outros discos da editora-

3-Letras não é comigo. Mas será homem, mulher, disco gravado ?

Anónimo disse...

Era homem que cantava, a música tinha um tom dolente e não me recordo mais do que esse refrão. Lembro-me vagamente da sensação de que talvez o resto da composição não fosse até muito interessante (pelo menos para os meus padrões da época...), mas, ainda no rescaldo da mania de ir para a Índia e acabar em Katmandu, aquele refrão e a melodia tornaram-se indeléveis na minha memória. O tema deve ter sido gravado, certamente, pois eu ouvia a música na rádio (e para além do "Dois Pontos", com álbuns inteiros, quase só ouvia a Antena 1: o Lugar ao Sul aos Sábados, o Sena Santos nas notícias, o Aníbal Cabrita à noite, sobretudo... desde o Café Concerto ao Imaginário e às Noites de Luar até à mais recente e gloriosa XFM)...
Quanto aos Pedra d'Hera dás-me uma boa notícia, mas para quem só usa transportes públicos e está longe de qualquer jumbo, não vai ser fácil. Mas a informação é preciosa. Obrigado!!!

Abraço Musical

Marley

radioetiopia disse...

Se alguém quiser o mp3 do Durutti Column ou o da Virginia Astley é só dizer para :
radioetiopia@gmail.com
tb são da Fundação Atlantica

flyonmusic disse...

Olá Discos Com Sono

antes de mais quero te dar os parabéns pelo excelente blogue, encontrei aqui umas belas raridades que nem sabia que havia :)

Eu ando à procura de uns EP's dos Pop Dell'Arte:

"So Goodnight" de 2002, e o "Illogik Plastik" EP de 1989

por acaso não consegues arranjar isso? Tenho a discografia (quase) completa mas faltam-me esses EP's que não encontro em lado nenhum, só que arranjasses o 1º já era muito bom :)

Mais uma vez parabens pelo blogue e obrigado por dares a conhecer estas preciosidades.

Abraço

rds disse...

Há 2/3 anos vi o "So Goodnight" à venda por 3/4 euros. Só não me lembro se foi numa gasolineira ou numa estação de correios. Deveria haver uma maquineta em que se inserisse o nº de referência de um disco e facilitar a procura num monte de discos que não deverão interessar.

Anónimo disse...

"dormir como um anjo, nas margens dos Ganges..." ?

isto não é do Vitor Florentino (estou tão cansado, estou tão cansado...)

Anónimo disse...

Muito obrigado Anónimop!!!

"dormir como um anjo nas margens do Ganges"
Pelo nome do autor fornecido pelo anónimo, descobri nos leilões, mas já tinha ido:

12" EP TRANSMEDIA VAGA VM 2002

(A) FELIZMENTE

(B) A´GUAS DO GANGES / ESTOU TÃO CANSADO


O ano de 2002 é que não bate certo...

Alguém terá esta relíquia para postar?

Abraços

Marley