segunda-feira, 19 de abril de 2010

Mler Ife Dada – L’Amour Va Bien Merci / Ele e Ela… e Eu (Ama Romanta, 1986)



sacar

01. L’Amour Va Bien Merci
02. Ele e Ela… e Eu

Anabela Duarte
Nuno Rebelo
José Garcia
António Garcia

Produção – Nuno Rebelo

O estatuto sonolento deste disco, admito, é bastante duvidoso. Afinal, já se perderam a conta ao número de reedições do tema L’Amour Va Bien Merci, seja em compilações da Ama Romanta, dos próprios Mler Ife Dada ou de golden oldies dos anos 80. Não esquecendo que a canção já tinha saído no Divergências antes de sair em single. Mas pronto, para a juventude ignara, esclarece-se que é o tema que marca a entrada da Anabela Duarte nos Mler Ife Dada, que é o segundo disco da Ama Romanta, que toda esta malta ainda era amicíssima, pululante, fresca que nem uma alface, que ainda não tinha chegado a altura das zangas, das drogas duras e das depressões crónicas. É a banda sonora perfeita para o boémia burguesita da segunda metade dos anos 80, aquela que andava entre o Bairro Alto e o Rock Rendez Vous, que já tinha vomitado o boom do rock português e que tentava ser arty sem deixar de se divertir o mais possível.
Virando o disco, encontramos a razão deste post: uma versão nunca reeditada do tema Ele e Ela, que Madalena Iglésias levou ao festival da canção e que aqui leva um muito eficaz tratamento mlerífico, tongue in cheek q.b. mas sem entrar no gozo descarado. Mas o final deste tema é que me intriga. Ora oiçam a partir do 1m50s e digam-me o que é aquilo. Não é uma mini-versão de um mini-excerto do disco Clara Crocodilo do brasuca Arrigo Barnabé? Ajudem-me lá, caros clientes do Discos Com Sono, que estou sem pachorra para reouvir o Clara Crocodilo mas nem tenho dormido a pensar no assunto.