domingo, 6 de abril de 2008

Uma Nota Sobre o Ruído

A tarefa de digitalizar vinil confronta-nos quase sempre com um dilema: filtrar o ruído e abafar inevitavelmente a música (o que acontece mesmo com o filtro no mínimo) ou não lhe meter filtro e deixar a música como está, mesmo com a relativamente irritante batata frita. Também por aqui se pôs essa questão. Foi um processo doloroso, pautado por lágrimas e noites mal dormidas, que só terminou ao receber um mail de um amigo que salientava o seguinte: “a qualidade do próprio ruído de fundo piora drásticamente com o filtro, e não há nada pior do que um ruído de fundo surdo”. Evidentemente que só havia uma coisa a fazer: os discos que aqui surgirão não têm qualquer filtro anti-ruído, e a batata frita surge neles em toda a sua glória.

4 comentários:

Anónimo disse...

Óptimo!

aristocompasso disse...

A batata frita é do melhor, muito melhor que o som quadrado (literalmente) do CD. Já sou da geração CD, praticamente, mas não há nada melhor que uma boa gravação analógica para ouvir música.

Anónimo disse...

Parabéns e obrigado por este teu Blog!
vou ficar atento á espera de mais discos, há ainda quem ligue á história da música popular neste país.

abraços

Tó Trips

Anónimo disse...

Vi uma vez na RTP2 (há muitos anos) uma gravação do Programa da RC "Em Orbita". Nesse programa, os LPs eram bem molhados com água destilada e assim postos a tocar. Os ruídos da estática desapareciam por completo. Já experimentei e resulta. No fim de tocar cada face é necessário limpar e secar bem o LP.

Bom trabalho.

JCM